terça-feira, 15 de outubro de 2013

Pois é, né!

E eu realmente sou viciada em escrever, deve ser porque eu adoro falar, e escrever faz parte do desabafo, enfim...
Semana corrida, Artur ficou internado, pra variar, ARTUR, não o Pedro, pois é, Artur teve um rinite grave, e ficamos internados por 4 dias, e nada poderia ser normal na nossa vida.
Fomos em 3 médicos e liberados pelos 3, até que no quarto e último médico, ficamos internados.
Já começa assim, num quarto coletivo, com outro bebê de 1 ano e uma mãe porca e estressada, e isso já me estressava, porque ele era a mestre de todas as mães vacas do mundo!!
Só tinha pena do bebê, que precisava ser colocado no soro mas ela recusava, além dos gritos e palavrões que dava no garotinho, ela foi informada de que teria que mudar de quarto pois o filho dela estava com gastrointerite e poderia passar por Artur, até ai tudo bem, mas quando ela descobriu que teria que ir pra um outro quarto com mais 2 crianças que estavam com gastrointerite também ela pirou, surtou e começou a tratar a todos com a maior ignorância, além de se recusar a trocar de quarto. E eu já de saco cheio e só querendo tratar o Artur, porque na boa, se estivessemos num hospital público estariamos com, no mínimo, 6 crianças, e ela querendo um quarto de hotel! ah vá pra merda!
Então, como eu estava ali exclusivamente pra cuidar do meu filho e não passar férias, pedi que trocassemos de quarto porque não tinha problema nenhum com isso...sai dali, muito puta da vida com aquela pessoa, mas feliz por sair daquele ambiente horroroso e cheio de energia ruim!
Fui pro outro quaro, com mais 2 crianças, já grandes, uma estava em observação devido a uma queda, e o outro estava esperando o Neurocirugião por conta de uma alteração numa tomografia depois de um desmaio...e eu, esperando a alta do Artur....4 dias no hospital e uma saudade do Pedrinho, da nossa casinha, da nossa bagunça, dos nossos gritos loucos...
A criança que havia caido recebeu alta, o Artur estava só esperando a receita pra irmos embora, e outro garotinho...um lindo garotinho de olhos verdes, uma conversa contagiante e muita fé, estava conversando com o Neuro....enquanto eles conversavam, eu sai do quarto, fiquei com minha mala e o Artur no corredor enquanto o Vando descia as coisas, o Neuro saiu do quarto, com a tomografia na mão e já conversando com as outras médicas, disse: - Isso é um tumor típico, não dá pra mandar pra Radioterapia porque as chances dele são mínimas, então vou aspirar, fazer uma biopsia e torce pra que ele aguente tudo isso, porque as chances são de 10%.

Acabou alí...ele continuou andando em direção ao consultório, e senti que deveria ir lá dar um abraço naquela mãe, entrei e lá estavam, sem saberem de nada, sem saberem da força que teriam que ter, da fé que teriam que exercer, do Deus que iriam conhecer e do amor que iriam viver.

Um filme passou pela minha cabeça, só abracei aquela mãe, dei uma palavra de ânimo praquele garotinho lindo...e voltei pro meu lar, pro aconchego dos meus filhos, pra minha família, e enquanto caminhava em direção ao elevador, passei pela porta do quarto onde estavámos antes, e ouvi os gritos daquela mãe vaca com o filho, que é só um bebê, enquanto a outra mãe abraça e dava força sem nem saber do diagnóstico ainda e eu estava indo pra casa com meu filho no colo....

Em meio a todo aquele caos, em só podia agradecer a Deus por ter encontrado aquele garotinho que ensinou tantas coisas em alguns minutos sem que ele nem percebesse...Agradeci imensamente pela alta do Artur, por ser uma "simples" rinite, por poder abraçar meus filhos todos os dias, por poder ter falado da luta do Pedro pra quela mãe que precisava ouvir aquilo naquele momento que antecedia o recebimento do diagnóstico que mudaria a vida dela pra sempre, e por ter me dado mais uma razão pra que dobrasse os meus joelhos e orasse com ainda mais fé...
Não sei qual será o fim daquela história, só sei que nos lugares mais inesperados Deus nos mostra todo amor por nós, nos dá a chance de aprender, mudar e agradecer, todos os dias, em qualquer lugar...
E eu vou continuar orando, pelos meus filhos, e pelos filhos de outras mães, como se fossem meus...


Ame, ame, ame e ame...e quando estiver bem cansada que ainda exista o amor pra recomeçar.


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Luta, luta, luta!


E como a maioria sabe, eu tô recém-operada!
Essa é a única desculpa furreca que eu tenho pra falar sobre o meu pesinho de Cinderela!
Só que meu filho mais novo já fez 1 ano e eu ainda tenho 10 kg que me possuiram de uma maneira que nem sessão do descarrego consegue tira-los de mim!
E então, comecei dieta de tudo, da lua, do chá, da folha, de fechar a boca, passar fome, malhar igual maluca...e não vou dizer que não tive resultados porque tive sim, diarreias horrorosas, um mal humor dos infernos, umas cólicas malucas e total falta de paciência!
Mas emagreci, fui ganhar o Artur pesando 94 kg, não me condenem! comia loucamente, comia mesmo e o resultado foi, que meu bebê nasceu com quase 4 kg, mais a placenta, os montes de liquidos e mais não sei lá oque, pronto: nem 10 kg de gravidez, o resto era gordura mesmo! 34 kg a mais na segunda gravidez, dificil de tirar né!
Mas vamos a luta, literalmente!
Pesando exatos 69 kg, preciso urgente tirar esses 9 que não querem sair, então decidi juntar a dieta, agora uma reeducação alimentar, com exercícios e luta!
Essa semana é dia de escolher o que eu quero fazer...então é semana de aulas experimentais: Leia-se GRATIS, e isso já é bom, e vou decidir se quero ficar me agarrando com outra lutadora, se quero chutar o saco, ou se tento quebrar o braço de alguém...enfim dúvida cruel, e se esses quilos extras não saírem de mim agora, eu juro que entro em depressão e também entro na fila da Santa Casa de Misericórdia!
Porque só a misericórdia! Jesus!

Boa semana, e bora lutar que a vida não tá fácil pra ninguém !



Inté mais!
bjs!

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Sem perfil no facebook? Ainda existo?!

Olá pessoas!
Um tempão sem aparecer por aqui, mas acho que as coisas mudarão e essa será minha nova casinha!
Sim, estou sem perfil no facebook!
Depois de 6 anos utilizando aquele pedacinho de mundo perfeito, dramático, nostálgico e feliz, enfim excluí meu perfil, minhas páginas, tudinho...menos o Instagran ( juliaing_ribeiro) ! :) porque ai já é demais né!
Já tava ficando chato aquilo que era só pra ser um passatempo, muita gente achava que eu tinha mesmo a obrigação em responder as mensagens, que eu tinha a obrigação de ver determinada publicação, que eu tinha que aceitar todo mundo como amigo e que eu não tinha o direito de desfazer a "amizade" com ninguém, afinal meu perfil tinha deixado de ser particular a muito tempo!!!! De quem foi a culpa?, absolutamente minha! Além das trocentas mensagens me pedindo ajuda pra falar com a imprensa ( Oi? Eu não sou imprensa) e se fosse coisas que realmente precisasse, tudo bem, ajudava no que pudesse, mas a grande e sufocante maioria era só besteira, mas outras trocentas pedindo pra que eu falasse com a Ana Hickman que o fulano sabe dançar, cantar, imitar e está a procura de uma oportunidade ( eu não sou produtora, e de oportunidade até eu tô precisando, meu talento pra tv seria: a Mulher Estressada de algum seriado para psicopatas ), e pra evitar maiores confusões achei por bem terminar aquilo tudo...enfim, eu adorava e escrevia muita coisa da minha vida maluca e infelizmente tive que acabar com o perfil...Foi ai que decidi ressuscitar o Blog, afinal, o que seria dos seus dias sem que eu aparecesse pra contar que o Artur tá bebendo água do vaso sanitário, que o Pedro tá namorando na escola, que o Vando e Eu estamos a beira de um colapso e que a vida é linda e maravilhosa como nas novelas!!!
Ah, só que na minha vida é mais ou menos assim... Meus filhos estão me enlouquecendo e quando eu digo que preciso de férias, eu não tô brincando!!!!!!


Porque o blog e não o facebook? porque aqui só lê quem quer, eu só escrevo o que eu quiser, não sou obrigada a responder coisas que NÃO TEM HAVER COM AS POSTAGENS, e seremos todos felizes pra sempre!
Não tente aprender nada comigo, porque as vezes nem eu sei o que tô fazendo, de resto, se quiser tirar uma casquinha e aprender com meus erros, sinta-se em casa...


Beijo pra todos e todas, não enlouqueçam, mantenham a distancia das varinhas mágicas ( as que ficam no pé de goiaba ) pois elas não ensinam nada aos filhos, e tentem não matar seus maridos!

Inté dispois!